Autocuidado & Autoconhecimento

Este ano, farei 50 anos em agosto. Há uns 3 anos venho mudando alguns hábitos, buscando alguns cuidados para envelhecer bem.

Como perdi meu pai há 3 anos com a doença de Alzheimer, procuro dedicar mais tempo para mim, seja para uma atividade física, uma leitura em momento do dia,  um curso de inglês on-line, algum tratamento de beleza… realizo atividades que me dão prazer,  cuidados que valem para corpo, mente e minha imagem. Todos focados para minha saúde e evolução pessoal.

Por ser autônoma e trabalhar na maior parte do tempo home-office, é claro que facilita mas a dica aqui é para inspirar e não comparar. Acredito que compartilhar experiências funcionam e pode beneficiar vidas.

Adote qualquer tipo de autocuidado no começo, por mais simples ele seja. O que vale é um gesto de carinho para você mesma. Vale ouvir sua playlist favorita ao cozinhar, passar alguns minutos desconectada, fazer uma hidratação nos cabelos em casa mesmo, sair para caminhar no seu bairro sozinha para pensar ou observar as coisas ao redor, deitar na sua cama em um horário que jamais faria… Há muitas boas opções para você desligar e se curtir.

Esse autocuidado (ato de se cuidar ou se dedicar) traz um bem enorme para vida, com sensações boas de prazer, bem estar, alegria e de merecimento.

Experimente essa semana reservando um dia para praticar, o objetivo é ser algo para você. Tenha certeza que terá bons momentos, principalmente paz e plenitude.

OBS: O mês de janeiro fiquei meio off, sem cobranças. Aproveitei para participar do Desafio 30 dias do Autoconhecimento com a coach Luciana Cherutti – @Lucherutti.  Fiz no momento certo, participei de forma ativa, dedicada e comprometida pois precisava me apropriar de todas as informações e ensinamentos. Foi intenso e incrível, repleto de descobertas (virada de chaves) assustadoras e outras nem tanto assim mas que valerão para o resto da minha vida.

Autocuidado e autoconhecimento deve fazer parte do nosso dia a dia pois é vida, nos leva adiante, ao além.

Um beijo,

Cris Medeiros

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *